O Ginasta

"Parece que estamos nos anos 30 mas estamos no futuro. Ao ginasta foram dadas múltiplas elasticidades, e ele vai esticando  braços pernas cabeça e dedos. O ginasta mete-se com o mar, tenta agarra-lo a cada mergulho. Percebemos nos seus porquês que já bateu de frente com a imensidão, as estrelas no céu escuro já lhe fazem cócegas, por mais exercícios que experimente nunca será do tamanho do mar. O ginasta tem uma capacidade invulgar de nos envolver, um olhar que brilha perante o desafio que falta cumprir. É deixá-lo continuar a falar-nos do futuro." 

João Cruz